fbpx

Editorial

Alexandra Ferreira (Diretora)

Há cada vez mais portugueses abandonar o País

30 Jan. 2024

É assustador o fluxo de jovens que abandonam o seu país à procura de uma oportunidade de emprego digno, de um salário decente e uma casa para viver. Milhares a sairem de Portugal porque o próprio país não quer saber deles.

Os Governos não resolvem a crise da habitação, não resolvem a crise no SNS, não há condições para se ter um salário digno, não dá para constituir família.

Todos os dias os nossos jovens compram um bilhete de avião sem retorno. Todos os dias se despedem da família para tentarem uma vida melhor lá fora. Porquê? Porque em Portugal não há nada para eles. Nem emprego, nem habitação, nem saúde. Saiem da casa dos pais para outro País…

E ninguém parece estar interessado em resolver o problema. Os governantes estão demasiado cegos a promoverem-se e auto elogiarem-se em vez de resolverem os reais problemas do País.

Quando esses portugueses chegam aos outros países e arranjam logo um trabalho nunca mais pensam em regressar. É a única certeza que têm não querem regressar ao país de origem.

Tudo isto é triste, tudo isto é fado e também futebol. Mas na verdade, não dá para abrir a boca e viver de ar. O nosso país não é atraente para ninguém! Baixos ordenados, patrões que não pagam, muita vigarice, muita gente a ocupar cargos para os quais não tem qualidades – portanto, muita cunha – e os bons, os que não tem ‘padrinhos’ que lhes dêem uma mão, procuram lá fora o que não encontram aqui.

E o que fazem os Governos? Deixam partir… é triste.

Todos os nossos jovens emigrantes sonharam o futuro em Portugal. Hoje em dia a maioria dos que emigram tem estudos universitários, superiores, mas em Portugal o mercado de trabalho é precário, não há habitação e a que existe está insustentável. Que fazer? Pensam eles. Fugir daqui, procurar a vida noutros países.

Quando há emprego, os salários são miseráveis para os mais qualificados. Pelo menos lá fora podem ter uma vida equilibrada, bom ordenado, constituir família e até têm casa.

Este nosso problema de emigração já é antigo. Começámos a emigrar ao longo do século XIX, e prolongou-se até aos anos 30 do século XX, sobretudo para as Américas. Fomos sempre um país de gente pobre. Muito pobre.
Todos sabemos que as razões económicas são as principais causas para a diáspora portuguesa nos cinco continentes.
Vamos aos números:
França continua a ser o país do mundo onde vivem mais emigrantes portugueses (592,281 em 2011), mesmo não sendo aquele para onde hoje se dirigem mais emigrantes portugueses . A Suíça surge em segundo lugar, com mais de 210 mil emigrantes portugueses (211.451 em 2013).
Tudo isto traz consequências. Somos um país de velhos…
A diminuição do crescimento efetivo é uma delas. Estes jovens fazem família noutro país e não regressam a Portugal. O envelhecimento demográfico diminuia população ativa. A diminuição da população ativa deixou as regiões do interior desertificadas, sem gente. Os velhos morrem e não há novos para os substituir. E o que fazem os Governos para inverter isto? Absolutamente nada.
Neste momento são mais de 850 mil os portugueses emigrantes.
Os dados mais recentes divulgados pelo Observatório da Emigração (OE) permitem concluir que Portugal tem a taxa de emigração mais alta da Europa e uma das maiores do mundo, tendo muitos jovens que fazem as malas e rumam a outros destinos em busca de melhores condições de vida.
Eu também já fui emigrante. Fugi para o Reino Unido quando era mais novo. Fez parte mas só consegui aguentar-me por lá 3 anos. O clima deixava-me muito deprimida. Fui obrigada a voltar. Mas eqnuanto lá estive nunca me faltou casa ou emprego. Enquanto cá como jornalista auferia de X, lá a trabalhar numa fábrica auferia 7 vezes mais que em Portugal como jornalista. Eu estava deslumbrada. Como era possível um trabalho em que não se pensa nada, não se tem respponsabilidade nenhuma ser tão mais bem pago. Mas era. Logo aí a diferença entre Portugal e os outros países da Europa. Nós éramos pequeninos economicamente.
Já agora, para quem está a pensar deitar a sorte em outro país, saiba quais são os melhores países para emigrar. Fica aqui a lista.
  • Suécia.
  • Austrália.
  • Estados Unidos.
  • Japão.
  • Alemanha.
  • Nova Zelândia.
  • Reino Unido.
  • Holanda

 


© 2022 Direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Segue News. | Prod. Pardais ao Ninho.