fbpx
Duplo F
 |  ,

“A passagem do Testemunho”

Dei comigo a pensar que a Humanidade não morre por morrer um homem; para substituir quem parte, há sempre quem chegue.

A vida Humana é de facto uma corrida de estafetas; a cada um de nós cabe um pedaço do percurso, cabendo também fazê-lo o melhor que seja possível, até passar ao que se segue o testemunho, sem o deixar cair, saindo da pista depois, para ficar o caminho livre, e a atenção apenas voltada para quem prossegue a corrida. Nem mais nem menos e corrida após corrida.

Assim se eterniza a Humanidade, com a soma dos percursos finitos, esses sim, de quem cumpre apenas e só, a missão única, mas imprescindível, de passar o seu  Testemunho.

Nesse testemunho está a parte que lhe coube no esforço do conjunto, no progresso conseguido, na inovação introduzida, na experiência aproveitada; está até a dor de o ter feito, porque nada se faz sem ela, e o sonho cumprido de ter dado tudo o que podia, para a vitória   da equipa.

Finda a missão, galgado o seu percurso na corrida, se supõe que cada um de nós tenha então direito a descansar, fora da pista como está determinado, para não embaraçar a prova, que prossegue, sempre emocionante, diferenciada apenas no apego e no brio, no toque e na fantasia de quem corre.

A competição não tem truques, nem vantagens prévias, baseia-se tão somente em pôr a capacidade contra a capacidade, e a altitude frente a atitude, até ao triunfo do melhor percurso conjunto.

Visto assim, o passamento que se segue, é na verdade um descanso, bem justo, para quem entregou como devia, o tal testemunho do passado, sem o deixar cair, cumprida assim ficando a sua específica missão.

Nada tão simples como isso, pensei eu: o passamento do Homem é a garantia da continuação da Humanidade.

De facto, cada um de nós, anonimamente contribui, com o que faz na sua corrida, para o escrever da História conjunta, testemunha única do que foi o tempo, que já não é.

Entediado assim, talvez seja mais fácil aceitar a precaridade da vida, que afinal é um solidário contributo, para um projecto comum, e não um simples passeio pessoal.

Vamos a isso!

E aqui fica o meu pensamento sobre o tema:             

“A vida é uma missão, que como todas…acaba!”

Créditos Imagem:

Ben White Unsplash

© 2022 Direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Segue News. | Prod. Pardais ao Ninho.